SEMENTES DO DESPERTAR

SEMENTES DO DESPERTAR

– Vitor Hugo França –

 

Enquanto faróis agitados e sons nervosos

Se cruzam nas ruas numa corrida ilusória…

 

As estrelas surgem pouco a pouco,

Num silêncio sereno e íntegro.

 

Enquanto as palavras se perdem no

Desentendimento dissonante

De intelectos em duelo…

 

Seres invisíveis cantam os sons da natureza

Embalando o descansar do universo.

Sinfonias em cada pequeno espaço.

Vidas em perfeita harmonia…

 

Enquanto guerras e conflitos

Explodem as dores

Da incompreensão humana…

 

A luz do sol, silente e amorosa,

Toca a tudo e a todos

A cada amanhecer…

 

Enquanto “Maya”*

Atrai a atenção de todos

Para o nada…

 

Uma brisa sem preço

Acaricia a face daqueles que param

Para ver as vitrines dos céus…

 

No jogo-mistério da vida, a cada ação

A essência se revela em sua plenitude.

 

Manifestando a semente da perfeição

Que existe em cada ser

Neutralizando o que destrói o belo,

O verdadeiro e a harmonia do Todo.

 

Nos tornando Um

Com as expressões de verdade

Que existem ao nosso redor

Na integridade das coisas simples e puras.

 

Enquanto o olhar de muitos

Ainda se encontra perdido

No emaranhado das avenidas da ilusão…

 

Enquanto isso…

 

A vida nos fala, nos encanta, a cada instante,

Com imensa, delicadeza e confiança

Pra quem quer ouvir…

 

Aguardando pacientemente

O despertar do coração humano.

 

Para a verdadeira Vida

Dentro de cada um de nós…

 

Ahow…!

Vitor Hugo França

 

Nota: *Maya (do sânscrito): Ilusão.

 

PS. Gostou desse Texto?

Recomendo que leia esse também: “Consciência Ampliada”

 

 

2 comentários

Deixe um comentário

Quer se juntar a discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *